Qual a importância do contato com a natureza para as crianças?

Muitas famílias que vivem na cidade têm deixado o contato com a natureza meio de lado. Esse é um problema especialmente para as crianças, que precisam de estímulos variados para se desenvolver com saúde.

Não estamos falando que você deva largar tudo e morar no meio do mato. Porém, uma pausa na rotina agitada pode ser benéfica para seus pequenos, ainda mais se envolver rios, plantas e animais.

3 motivos para as crianças terem contato com a natureza

Quer saber como um ambiente rural pode colaborar para o crescimento dos seus filhos? Então acompanhe a lista a seguir:

1. Fortalece a imunidade

Brincar na grama e sujar-se de terra são ações importantes para fortalecer o sistema imunológico. A criança que realiza essas atividades cria mais anticorpos, o que aumenta as defesas naturais do organismo contra doenças, conforme explica a pediatra e alergista Renata Cocco em entrevista à Revista Crescer.

Além disso, o ar puro de sítios e parques melhora a respiração. Se seu menino ou sua menina têm problemas como bronquite e asma, a poluição da zona urbana pode ser prejudicial. Uma mudança de cenário será ótima para limpar os pulmões.

Dica: Quer ter uma boa qualidade de vida? Siga estas 4 dicas!

Também vale destacar o papel da luz do sol. A radiação auxilia na produção de vitamina D, um nutriente que protege ossos, intestino e rins. Cuide apenas para evitar os horários de pico, entre 10h e 16h, quando a proteção solar deve ser reforçada.

2. Estimula a criatividade

Um dos aspectos mais valorizados no mercado de trabalho é a criatividade. Trata-se da capacidade de encontrar soluções inovadoras para os desafios do dia a dia. Talvez você ainda nem tenha pensado nisso, mas o contato com a natureza pode tornar a criança de hoje um adulto mais criativo amanhã.

Isso acontece porque, quando você vive novas experiências, a visão de mundo se amplia. E não existe idade para começar! Quanto mais descobertas a meninada fizer agora, mais oportunidades ela terá para “pensar fora da caixa”.

Dica: Como planejar um dia de lazer com a família?

Experimente levar os filhos para pescar. Eles vão entender que criaturas diferentes têm comportamentos diferentes. Por isso, não dá para agir da mesma forma em todas as situações. Se barulho espanta os peixes, como atrai-los para perto sem gritar? Esse pode ser um ótimo exercício para desenvolver o pensamento estratégico.

3. Aguça os sentidos

O aprendizado, especialmente nos primeiros anos da infância, se dá pela manipulação de objetos. Portanto, vale a pena ofertar cores, aromas e texturas variadas para ampliar o repertório da criançada.

Quer ambiente mais rico para isso que o meio rural? O canto dos pássaros, o pelo do cavalo e a grama sob os pés são estímulos que você dificilmente encontrará na cidade. 

E tem mais uma vantagem. Ao observar o plantio de uma árvore ou um animal alimentando os filhotes, seu filho se sentirá mais próximo dessa realidade. Assim, aprenderá desde cedo como é necessário preservar o meio ambiente. Palavras complicadas, como “sustentabilidade”, ganharão um sentido bem nítido e simples de entender.